15 de junho de 2010

Os espinhos da Rosa


O espinho feriu a Rosa, que anda triste e preocupada. Ela anda desanimada, como se as portas estivessem fechadas. Não há saídas e os caminhos se tornaram estreitos. Que pena, acontecer isto justo com a Rosa, que é tão bela e alegre. Quando pode sai para trabalhar, conversa, tagarela e se exibe. Sim, ela se exibe muito. Afinal, ela é a Rosa, a mais bela das flores, toda altiva e imponente.

A Rosa quer sair, quer trabalhar e buscar seu futuro. Mas o mundo está meio azedo e não quer ajudar a Rosa. Por mais que trabalhe, a recompensa não chega. É duro ver a Rosa, com tantos anos de vida (quase 70 anos), batalhar dia a dia. A Rosa merece descanso, mas não consegue. Cuida do velho cravo, quase que sozinha.

Sou um dos jardineiros da Rosa. Admiro a flor, mas tenho dificuldade em ajudar. Queria poder dar mais a Rosa. Mas por enquanto apenas admiro a bela Rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário